Renomadas empresas 
inspiram adesão ao 
Programa de Benefício
em Medicamentos

Empresas incentivam 
funcionários a largar
o cigarro e a tomar 
cuidados com a saúde

Falta de recursos induz
a uso equivocado de 
medicamentos

Tem remédio para a 
saúde ?

Remédios ficarão mais 
caros no final do mês

Benefício concedido a 
funcionários pode evitar o
consumo de remédios 
falsificados

Uma dose de boa vontade 
para a saúde no Brasil

Programa de Benefício em 
Medicamentos pode ajudar
a desonerar gastos do INSS
com doenças do trabalho

PBM inibe a automedicação e
ajuda a reduzir os possóveis
riscos à saúde

Subsídio a remédios reduz custo
das empresas com saúde de 
funcionários

Subsídio para  compra de 
remédios deve beneficiar 6 
milhões de empregados no Brasil
até o fim do ano

Pesquisa revela satisfação do RH 
de 120 empresas com Programa 
de Benefício em Medicamentos

Benefício em medicamentos 
promove estilo de vida mais 
saudável para os funcionários

Empresa que subsidia remédios 
reduz número de faltas entre os 
empregados

PBM ajuda reduzir gastos com 
remédios, maior despesa com 
saúde entre brasileiros

Maior interesse de funcionários 
por benefícios estimula planos 
empresariais para medicamentos

Incentivo fiscal por 
funcionários mais saudáveis

Associação defende incentivo 
fiscal para que empresas 
subsidiem remédios a 
funcionários

Subsidiar remédio para 
funcionários é estratégia que 
ganha impulso no Brasil



Ex-Libris Comunicação Integrada

Jornalistas Responsáveis:

Marco Berringer
(11) 3266-6088 ramal 223
marcopaulo@libris.com.br

Ana Carolina Esmeraldo
 (11) 3266-6088 ramal 201
anacarolina@libris.com.br



Campanhas de conscientização e subsídio para a compra 
de remédios são exemplos de ações adotadas por 
empresas para ter funcionários mais saudáveis e reduzir 
prejuízos 

Pesquisa realizada pela Universidade de Ohio, nos Estados
Unidos, revela que as empresas gastam o equivalente a 
R$ 12 mil por ano com cada funcionário fumante. O valor 
foi calculado considerando-se o número de faltas e as 
despesas com os problemas de saúde provocados pelo 
tabagismo. A pesquisa também levou em conta o tempo 
que os fumantes gastam para sair para poder fumar 
durante o expediente. 

Assim, auxiliar os tabagistas no combate ao vício se 
transformou em um dos principais focos de campanhas 
promovidas por muitas empresas para melhorar a qualidade
de vida de seus funcionários em todo o mundo, inclusive 
no Brasil. Mas, para garantir a eles as melhores condições 
de cuidados à saúde, algumas empresas também estão 
adotando o PBM (Programa de Benefício em Medicamentos)
que oferece subsídio para a compra de remédios em redes 
de farmácias credenciadas.

Muito comum nos Estados Unidos, que já conta com mais 
de 200 milhões de beneficiários, no Brasil o programa ainda 
é pouco difundido. De acordo com a PBMA – Associação 
Brasileira das Empresas Operadoras de PBM, o país tem 
cerca de 2,5 milhões de funcionários que já recebem esse 
benefício. Mas com a adesão de grandes empresas, como 
a Oi, Petrobrás, Nestlé e IBM, a expectativa é a de que o 
benefício se torne mais conhecido entre a população. 
E, consequentemente, desejado.

“No Brasil, muitas pessoas interrompem o tratamento 
medicamentoso que foi prescrito por um médico por não 
ter condições financeiras de seguir adiante. Por não 
concluí-lo, os problemas de saúde não se resolvem e, 
em muitos casos, até se agravam. O reflexo disso é que 
muitos acabam faltando ao trabalho por estarem 
debilitados e a empresa ainda arca com o aumento dos 
casos de sinistralidade”, diz Pierre Schindler, 
diretor da PBMA. 

De acordo com o diretor, com o subsídio que as empresas
oferecem (no Brasil, a média praticada é de 
aproximadamente 50% do valor cobrado pelos remédios, 
mas pode chegar a até 100%), o poder de compra da 
população aumenta e as chances de que o tratamento 
seja realizado até o fim, levando à cura ou reduzindo os 
riscos de possíveis complicações, são bem maiores. 
“Funcionário saudável é mais produtivo, gera mais lucro. 
Ganha o funcionário e ganha a empresa”, conclui Schindler. 


© 2014 PBMA - Associação Brasileira das Empresas Operadoras de PBM ® - Todos direitos reservados.
Calçada Procion, nº31, Sala 06, 1º piso – Centro de Apoio II – Alphaville - Santana do Parnaíba – SP - CEP: 06541-060

Desenvolvimento: Net Web Company