Renomadas empresas 
inspiram adesão ao 
Programa de Benefício
em Medicamentos

Empresas incentivam 
funcionários a largar
o cigarro e a tomar 
cuidados com a saúde

Falta de recursos induz
a uso equivocado de 
medicamentos

Tem remédio para a 
saúde ?

Remédios ficarão mais 
caros no final do mês

Benefício concedido a 
funcionários pode evitar o
consumo de remédios 
falsificados

Uma dose de boa vontade 
para a saúde no Brasil

Programa de Benefício em 
Medicamentos pode ajudar
a desonerar gastos do INSS
com doenças do trabalho

PBM inibe a automedicação e
ajuda a reduzir os possóveis
riscos à saúde

Subsídio a remédios reduz custo
das empresas com saúde de 
funcionários

Subsídio para  compra de 
remédios deve beneficiar 6 
milhões de empregados no Brasil
até o fim do ano

Pesquisa revela satisfação do RH 
de 120 empresas com Programa 
de Benefício em Medicamentos

Benefício em medicamentos 
promove estilo de vida mais 
saudável para os funcionários

Empresa que subsidia remédios 
reduz número de faltas entre os 
empregados

PBM ajuda reduzir gastos com 
remédios, maior despesa com 
saúde entre brasileiros

Maior interesse de funcionários 
por benefícios estimula planos 
empresariais para medicamentos

Incentivo fiscal por 
funcionários mais saudáveis

Associação defende incentivo 
fiscal para que empresas 
subsidiem remédios a 
funcionários

Subsidiar remédio para 
funcionários é estratégia que 
ganha impulso no Brasil



Ex-Libris Comunicação Integrada

Jornalistas Responsáveis:

Marco Berringer
(11) 3266-6088 ramal 223
marcopaulo@libris.com.br

Ana Carolina Esmeraldo
 (11) 3266-6088 ramal 201
anacarolina@libris.com.br



Subsidiar remédio para os funcionários é uma prática que está 
crescendo entre as empresas no país. E a PBMA – Associação 
Brasileira das Empresas Operadoras de PBM (Programa de 
Benefício em Medicamentos) – acredita que em um prazo de 
cinco anos o número de empregados beneficiados saltará de 
dois milhões para 20 milhões. Algumas das razões para 
apostar nesse crescimento são a popularização do conceito e 
a reconhecida importância que o benefício oferece tanto à 
saúde dos funcionários como também para o bom 
desempenho das companhias, por parte dos gestores de RH.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo setor com 120 
empresas que já subsidiam a compra de remédios, e que 
juntas ultrapassam a marca de 520 mil funcionários, 78% 
dos gestores de RH concordam que o benefício melhora a 
saúde e aumenta a satisfação dos funcionários, entre outros
fatores.  “Por outro lado, o funcionário saudável produz mais 
e falta menos. Todos ganham”, ressalta Luiz Monteiro, 
presidente da PBMA.

Confira abaixo o resultado da pesquisa, divulgada no 
último ano:

-15% concordam plenamente que o PBM aumenta o nível 
de adesão dos funcionários ao tratamento medicamentoso;
53% concordam; 30% concordam parcialmente; 2% 
discordam

- 26% concordam plenamente que o PBM ajuda a melhorar 
a saúde do funcionário; 52% concordam; 20% concordam 
parcialmente; 2% discordam

- 13% concordam plenamente que o PBM aumenta a 
satisfação do funcionário; 57% concordam; 26% 
concordam parcialmente; 4% discordam

- 17% concordam plenamente que o PBM reduz o nível 
de absenteísmo e aumenta a produtividade da empresa; 
49% concordam; 28% concordam parcialmente; 6% 
discordam

- 29% concordam plenamente que o funcionário saudável 
é mais produtivo e falta menos; 57% concordam; 11% 
concordam parcialmente; 3% discordam

- 6% concordam plenamente que o PBM reduz a 
sinistralidade e os custos da saúde com a empresa; 
34% concordam; 48% concordam parcialmente; 12% 
discordam

- 13% concordam plenamente que o funcionário que não 
toma seus medicamentos tende a utilizar a assistência 
médica com mais freqüência, aumentando os índices de 
sinistralidade e gerando um aumento nos custos do 
plano de saúde; 41% concordam; 39% concordam 
parcialmente; 7% discordam


© 2014 PBMA - Associação Brasileira das Empresas Operadoras de PBM ® - Todos direitos reservados.
Calçada Procion, nº31, Sala 06, 1º piso – Centro de Apoio II – Alphaville - Santana do Parnaíba – SP - CEP: 06541-060

Desenvolvimento: Net Web Company
This particular piece available on James List seems to be in excellent condition and was made in 1964. It isn't super large at about 37-38mm wide in steel. I have a feeling that rolex replica sale will come out with an homage dial in the next couple of years to remind us of this classic clean style that still has a bit of avant garde style to it. The post on James List mentions "Price on Request," but I hear from the seller that they will part with it for around $90,000. See the result of a Sotheby's auction where another Ref. 6241 got 110,500 Swiss Francs (more in dollars) here. Discovering replica watches uk like this is exciting and makes me wonder how the swiss replica watches world has changed in the last 40 or 50 years. Things really were different back then - take for example Disney working with rolex replica sale to put a classic form of Mickey Mouse on replica watches dial. There has been a lot of argument online whether or not these replica watches are real.